Aikido Brasil > História do Aikido > Parte 2 > Parte 3 > Parte 4


Blog Aikido Brasil


História do Aikido - Parte 4

Morihei Ueshiba passa a dedicar-se, então, a constantes viagens a fim de atender a convites de interessados em ver sua arte. Em 1927 muda-se para Tóquio e começa a prestar serviços à família Imperial, ensinando Aikibudo.


Nessa época é contratado para lecionar na Academia Naval. O número de alunos aumenta fortemente. Jigoro Kano, fundador do Judô, visita Morihei Ueshiba e, admirado pela técnica, designa três alunos para estudar o Aikibudo.


Em 1931 consegue fundar seu dojo, em Tóquio, com o nome de Aikibudo Ueshiba Dojo Kobukan. A academia tem 80 tatames. O número de alunos fica entre 30 e 40 pessoas. A maioria graduados em Judô, Esgrima ou outra luta. Esses alunos, cheios de vitalidade, treinam duro e intensamente de tal modo que a Kobukan é apelidada de Dojo do Inferno. Eram alunos jovens, muito concentrados no microcosmo da academia e isolados dos afazeres diários. Eram uchideshi (estudantes internos).


Iwama Dojo
Iwama Dojo

Logo depois é construído o dojo especial de Iwama (Ibaraki), que combina o treino em um dojo aberto e ao ar livre com o cultivo da terra. Morihei Ueshiba, por seu gosto em assistir aos diversos dojos que iam surgindo não se interessava em administrar academias. Sua principal intenção era praticar. Assim, estava sempre viajando e visitando os dojos de seus alunos.


O tempo passa. Explode a Segunda Guerra Mundial. Com isso, Ueshiba vê vários de seus alunos serem convocados e partirem para guerra. Decide, então, se retirar para a área rural e vai para Iwama em 1942 onde re-nomeia sua arte de AIKIDO.


Com a vitória dos americanos, as tropas de ocupação tornam proibida a prática das artes marciais até 1948. O AIKIDO foi a primeira arte marcial a ser re-autorizada a ser praticada por sua orientação pacífica.


Após a guerra, o Kobukan Dojo passa a se chamar Hombu Dojo que hoje é a atual sede da Aikikai, uma organização mundial liderada atualmente pelo neto do fundador, o doshu Moriteru Ueshiba.


A primeira apresentação pública do Aikido ocorreu em 1956. Nesse mesmo período, estrangeiros passaram a praticar Aikido seriamente e a arte se espalhou para outros países.


Morihei Ueshiba faleceu em 26 de abril de 1969 com a idade de 85 anos. Sua mulher, Hatsu, morreu em junho do mesmo ano. Seu filho, Kisshomaru Ueshiba, assumiu então a liderança do Hombu Dojo até seu falecimento no ano de 1999, quando Moriteru Ueshiba, filho de Kisshomaru, sucedeu seu cargo até os dias de hoje.

Kisshomaru Ueshiba
Kisshomaru Ueshiba
Moriteru Ueshiba
Moriteru Ueshiba


Apoio:

Aikido - Instituto União


Arte da Paz


Anuncie


Propaganda





Aikido Brasil | Política de Privacidade